Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Sabermos tudo ou o essencial?

por *Márcia S.*, em 13.01.16

Várias foram as vezes que me questionei sobre o que seria melhor, sabermos tudo ou o essencial? Por momentos, a "ganância" pelo saber tudo e mais alguma coisa torna-se prejudicial para nós mesmos. Não acho necessariamente que seja necessário saber tudo, até porque nem tudo nos diz respeito. O "tudo" pode ser "nada", o "tudo" pode não ser o que achamos que é. O "tudo" pode não nos acrescentar nada de útil, nada de importante, nada que nos vá fazer felizes.
O essencial engloba aquilo que precisamos de saber e nada mais que isso! É tudo o que é necessário termos. A "dona curiosidade" é capaz de não achar nenhuma piada a não estar totalmente saciada, mas nem tudo tem de ser como ela quer.

Autoria e outros dados (tags, etc)



2 comentários

Imagem de perfil

De Olavo Rodrigues a 16.01.2016 às 21:56

Muito boa reflexão, gostei imenso! Eu cá discordo ligeiramente de ti. Eu creio que não é problemático querermos expandir o nosso conhecimento ao máximo possível, o que não é saudável é querermos tudo de uma vez, temos de dar tempo ao tempo.
O verdadeiro desafio é distinguir o conhecimento verdadeiro do falso. :-)
Imagem de perfil

De *Márcia S.* a 17.01.2016 às 10:53

Em certa parte também concordo contigo. :)

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens