Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Os dentistas

por *Márcia S.*, em 16.01.16

Ultimamente tenho pensado nesta realidade que me tem deixado a pensar. Quando vamos ao dentista, estamos ali com a boca aberta e o médico (ou médica) sempre a falarem connosco. Mas será que não percebem que custa falar, sendo que estamos com a boca aberta, a mão do(a) médico(a) lá dentro e mais uma quantidade generosa de materiais?
Os pacientes acabam por apena fazer uns gemidos que tanto dá para o sim ou para o não e nem sempre se consegue perceber o que tentam dizer. Não seria melhor perguntarem logo TUDO inicialmente e durante a consulta deixarem a pessoa falar livremente assim que surge uma dúvida?

Autoria e outros dados (tags, etc)



6 comentários

Imagem de perfil

De marrocoseodestino a 16.01.2016 às 12:21

Concordo contigo. Eu odeio ir ao dentista e mais ainda quando me faz perguntas e eu estou de boca aberta e com o tubo enfiado na garganta.
Imagem de perfil

De *Márcia S.* a 16.01.2016 às 15:46

Tal e qual. Detesto isso.
Imagem de perfil

De Andy Bloig a 16.01.2016 às 14:41

A minha dentista tem a regra do mexer o braço quando começar a doer... o problema é quando está debruçada à procura de algo e o mexer a mão pode ser complicado.
Imagem de perfil

De *Márcia S.* a 16.01.2016 às 15:47

A questão não é doer ou não. É mesmo fazer perguntas quando não se consegue responder...
Imagem de perfil

De Olavo Rodrigues a 16.01.2016 às 20:48

Ah, ah, ah! Eu tenho a sorte de a minha dentista não falar muito, só me pergunta se está a magoar-me de vez em quando. :-)
Imagem de perfil

De *Márcia S.* a 17.01.2016 às 10:54

Que sorte. É muito chato quando começam a fazer perguntas e mais perguntas e as pessoas não conseguirem responder a nenhuma.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens