Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A insegurança que tive

por *Márcia S.*, em 24.01.18

Já confessei diversas vezes que fui durante muitos anos uma miúda insegura. Não nego que, em parte, essa insegurança ainda vai estando presente (se bem que muito pouca). De qualquer forma, aos poucos esse assunto deixou de ser Tabu. Deixou de dar arrepios quando falo de inseguranças minhas. Muitas delas ficaram no passado, ao longo do tempo fui aprendendo certas coisas que me fizeram ir perdendo essas mesmas inseguranças. Aprendi que antes de gostar de alguém tenho de gostar de mim, ponto este que já faz parte do meu dia-a-dia há algum tempo. Aprendi a confiar mais em mim, no que penso, no que sinto, na pessoa que sou. Parecendo que não, confiar mais em mim acaba por me tornar aos bocadinhos menos insegura. Por último, aprendi a não demonstrar essa insegurança. De certa forma, não dar a conhecer a quem não for da minha confiança que sou uma pessoa que tem inseguranças nisto ou naquilo. 

Autoria e outros dados (tags, etc)




Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens