Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A certa altura a magia acontece...

por *Márcia S.*, em 03.02.18

...ou melhor dizendo, o nosso interior começa a exteriorizar tudo o que sente. Se há coisa que eu me arrependo do meu passado, a única coisa mesmo, é de não ter aberto os olhos para as coisas boas do mundo a tempo de agir nos tempos certos. Mas, como não podemos andar para trás no tempo e emendar os nossos erros, vemos a tal "magia" acontecer de uma forma ou de outra. Aprendi, como por magia, a identificar só com o olhar as pessoas que realmente não eram boas para comigo e as que valiam a pena. Aprendi, mesmo que a ter de bater várias vezes com a cabeça, que nem sempre o que fazemos corresponde ao que sentimos e isso fez-me tanta mas tanta confusão!! Não me cabia na cabeça imaginar que eu sentia algo mas fazia ou proporcionava uma situação completamente distinta do que seria suposto. A certa altura a magia acontece... sonhei com esta frase há coisa de uns dias atrás e a realidade é que fiquei com ela na mente. 

A certa altura a magia acontece, nós acabamos por nos tornar mais maduros (ou assim deveria ser), percebemos que nem tudo no mundo é como imaginamos e que temos de agir, agir para marcar a diferença, para marcar a nossa presença. De que vale a pena afinal viver se não deixarmos a nossa marca enquanto por aqui andamos? A certa altura a magia aconteceu quando na minha mente uma das perguntas não desaparecia, provavelmente por lá no fundo eu saber que não a tinha respondido de forma coerente como ela merecia, "afinal, vais continuar a não mostrar quem és a vida toda?". 

A certa altura a magia acontece, e aconteceu! Quem me conheceu no passado não me reconhece mais hoje. Quem me conhece hoje não consegue imaginar como fui e senti no passado. Afinal, eu ainda consigo deixar de lado a timidez, afinal eu ainda consigo deixar de lado todo o nervosismo. Afinal, eu ainda consigo exprimir o que penso e sinto sem gaguejar. Tudo acaba por ter algumas consequências. Esta minha mudança quase momentânea, trouxe comigo algo que eu nunca tive antes que é o facto de conseguir quase falar sem pensar. Até hoje não me arrependi disso mas é certo que tem de ser controlado, não deixar que isso me domine os pensamentos. 

Autoria e outros dados (tags, etc)




Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens