Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Quando a memória resolve falhar

por *Márcia S.*, em 10.02.18

Não é a primeira vez que me dou conta de que a minha memória me vai traindo em coisas do passado. Não é que seja mau, pelo contrário, percebo por mim mesma que esqueci de situações completamente irrelevantes para a minha vida neste momento. Até mesmo para o futuro, não preciso delas. Porém, torna-se frustrante saber que vivi "aquilo" mas não me virem essas imagens ao pensamento. Fico bastante surpreendida com tal situação, pois costumo ter boa memória de quase tudo que se passa pela minha vida, e uma boa memória fotográfica das coisas mais importantes (e outras nem tanto). 

Existem situações de infância que me ocorrem flashes, imagens, o que lhes quiserem chamar, no pensamento.Estas são situações que normalmente acontecem, felizmente, sem eu ter de "puxar muito pela cabeça". 

Autoria e outros dados (tags, etc)

2018 vai ser o ano...

por *Márcia S.*, em 08.01.18

Há uns dias atrás estava a conversar com um colega de trabalho num momento mais "relaxado" de ambos. Estavamos a conversar de coisas aleatórias, tanto de trabalho como coisas da vida pessoal de ambos. Faz parte de mim, quer eu esteja bem ou mal e gostando muito ou pouco das pessoas, se as vir um tanto em baixo entro em modo palhaça. Confesso que por vezes me esqueço que estou no trabalho, por ser um dia extremamente calmo, e só digo porcaria para o pessoal se ir rindo. A meio da conversa deu para reparar que a pessoa em questão não se encontrava a 100%, conhecendo o básico dela dava para notar que estava um tanto em baixo ou desanimada com algo. No meio de gargalhadas, conversas e desabafos, acabei por dizer que achava que 2018 seria o ano, o meu ano, aquele ano em que sentimos que será agora que teremos força para tudo e mais alguma coisa. E a realidade é que sinto mesmo isso. A quase todos os níveis! É algo que nunca senti em nenhum ano anterior desde que me conheço. É como se, na virada do ano eu me sentisse mais capaz de tudo do que antes, mais capaz de lutar, mais capaz de sorrir, mais capaz de fazer tudo e dar tudo de mim. Talvez, quem sabe, mais capaz de lutar por algo que sempre sonhei e fui adiando dia após dia...ano após ano. 

Não sei explicar ao certo o que vai cá dentro, mas tenho estado extremamente feliz. Sem as mudanças de humor repentinas com que andava nos últimos tempos, sem o cansaço estúpido com que andei no mês de Dezembro. Já não me recordo da última vez que me senti desta forma, mas acho algo de maravilhoso. É como se tudo o que me vai dando motivos para ir abaixo fosse começando a ser um tanto "irrelevante", não sei se terá sido a forma como vejo as coisas que foram mudando aos poucos ou se, como por magia, a minha mente mudou sem eu dar conta disso. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pressão da sociedade - Ter filhos

por *Márcia S.*, em 22.12.17

Conforme os anos vão passando tenho notado uma pressão enorme por parte da sociedade em geral, pelo menos em certos pontos, para comigo. Por exemplo, dizem-me por diversas vezes "quando tiveres filhos" ou até mesmo "quando pensas ser mãe?". Ora, ter filhos... eu não me imagino a ser mãe, não me imagino a ter filhos... pelo menos nos próximos anos. Quando me ouvem dizer "eu não quero ter filhos" olham para mim como se eu acabasse de dizer uma barbaridade daquelas bem grandes. Talvez por isso eu tenha alterado a frase "não quero ter filhos" por "por enquanto não quero ter filhos". O que é certo é que não quero, não agora nem nos próximos anos. Não quer isto dizer que daqui a uns tempos não encontre alguém com quem me dê esse clique de ser mãe. De outra forma não, não quererei ter filhos e não haverá pressão nenhuma que me fará mudar de ideias. Tudo a seu tempo, e quando (e se) me sentir preparada para tal coisa.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens