Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Porque amar não chega

por *Márcia S.*, em 02.04.18

De que vale amar o que fazemos se não o fizermos com gosto? E como podemos fazer as coisas com gosto se não amamos o que fazemos? Algures nos caminhos da vida vamos passar por ambas as situações e, de facto, torna-se caótico se não soubermos dar a volta a esta situação. Cada um irá acabar por dar a volta da sua maneira. Mas, onde se encontra o problema para corrigir? Não nos vale de nada fazer algo de que não gostamos só porque sim. Vai ser observado por quem está de fora que não o fizemos com gosto. Que não estávamos ali de corpo e alma no que nos comprometemos a fazer.

Não nos vale de nada gostar imenso de realizar algo se não o fizermos com o máximo de disposição. O resultado será o mesmo de não gostarmos do que fazemos. Será nulo. 

O correcto será fazermos o que gostamos o que amamos, mas com toda a nossa disposição. Dar tudo de nós pelo que gostamos e amamos. O resto vem por acréscimo. 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens