Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Mais vale morrer de saudades

por *Márcia S.*, em 31.10.17

Sou da opinião de que mais vale morrer de saudades do que andarmos a viver num mundo de fantasia, irreal e hipócrita. Para mim é preferível guardar alguns dos bons momentos, apagar as más recordações. Esquecer quem fomos, quem foram. Focar no que seremos de hoje para a frente, aprender com os erros do passado mas não viver em função deles. Prefiro ter saudades, sinal de que algo foi bom (mesmo que esses momentos fossem uma minoria). Acho que é isso que todos precisávamos, saber retirar o lado bom e apenas os recordarmos a eles. De qualquer forma, nunca esquecer o lado mais negativo de forma a não repetirmos os mesmos erros.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Segunda-feira, gostar ou não gostar?

por *Márcia S.*, em 23.10.17

Eis a questão, gostar ou não da segunda feira? Pois bem, desde que trabalho que não sei o que é ter um fim de semana (coisas da vida a que o trabalho obriga a trabalhar). Quer isto dizer que, nos últimos 3 meses tive folga fixa na segunda feira, a outra foi rodando mas isso pouco importa agora. Ora, a minha segunda é o meu sabado por isso... Eu gosto da segunda porque, para mim, significa descanso! Então após um fim de semana em que trabalhei como nem sei bem o quê, esta folga sabe bem bem bem!! Se fico o dia todo de repouso? Gostava de dizer que sim, mas tiro parte do dia para limpar parte da casa e ir treinando. Não vá sair do ritmo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Descobrir quem somos

por *Márcia S.*, em 23.10.17

Por vezes precisamos de perder realmente algumas pessoas para voltarmos a descobrir de quem realmente gostamos e/ou somos. É certo que magoa perder alguém, mas quando isso acaba por nos fazer novamente descobrir quem somos, essa dor vai desaparecendo aos poucos. Por vezes precisamos de sofrer um pouco para sermos "100%" felizes com aquilo que somos, com o que já sabíamos ser e com o que vamos sendo com o passar do tempo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Somos o que queremos ser

por *Márcia S.*, em 16.10.17

Por vezes a vida acaba por nos obrigar a entender que somos exatamente aquilo que queremos ser. Independentemente do que as pessoas vão achar de nós, afinal o que importa mesmo isso? Sempre ouvimos dizer "quem está mal que se mude", então porque não o fazer? Não nos sentimos bem connosco? Fazemos algo para melhorar. Não gostamos do que estamos a fazer? Vamos em busca de melhor! Somos nós que temos o comando da nossa vida, quem faz a nossa história! Porque não experimentar fazer algo mais por ela? Quanto mais realizados estivermos, melhor nos vamos sentir a fazer o que quer que seja!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Entreguei a carta de demissão

por *Márcia S.*, em 10.10.17

Já fazia muito tempo que queria sair do local de trabalho onde estava a trabalhar anteriormente. Por mil e um motivos, mas principalmente porque ao fim de um ano ali dentro já estava na altura de dizer "basta" a algo que não queria para a minha vida. Já fazia um bom tempo que era algo saturante, mas ainda tinha em mente que "tinha de ser". Por um lado era a imensa vontade de querer sair, por outro lado tinha de já ter um novo local para onde ir para me despedir de onde me encontrava. O tempo foi passando até que me foi feita uma proposta de trabalho. As " cartas" foram colocadas na mesa e então, após pensar e achar esta nova proposta mais vantajosa em diversos sentidos, decidi aceitar. No mesmo dia que aceitei a nova proposta, apresentei a minha carta a informar que não queria renovar contrato onde me encontrava a trabalhar. Dei o tempo que tinha de dar, para sair com os meus direitos, e foi assim que de forma muito rápida (e foi mesmo bem rápida) me despedi! Foi algo que queria ter feito há imenso tempo e acabou por acontecer na altura que assim teve de ser. Fiz tudo isso por mim, assumindo todos os riscos que disso poderiam vir, mas feliz por tirar "um peso" de cima das costas. Já lá vão 3 meses e, sinceramente, faria tudo de novo!

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens