Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Porque, por vezes, também penso!

por *Márcia S.*, em 28.08.17

Estava aqui a pensar em como o nosso pensamento, as nossas atitudes e a nossa forma de agir pode mudar todo um dia. Não posso negar que tenho andado mais cansada, com a vida nas últimas semanas (digamos que último mesito e meio) a dar voltas e voltas. De qualquer forma sou da opinião que quando resolvemos levar os pensamentos a outro nivel, conseguir de alguma forma ignorar o óbvio, fazer por ser feliz, temos muito mais a ganhar. Muito mais a ganhar na vida em geral, no dia-a-dia, no trabalho, seja onde for!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Obrigada por não seres o homem da minha vida

por *Márcia S.*, em 24.08.17

Já te agradeci por não seres o homem da minha vida? Já te agradeci por tudo ter terminado a tempo de eu não dar em louca e voltar à Márcia que eu era antes de ti? Será que conheceste a verdadeira Márcia? Aquela cheia de garra, aquela cheia de força para realizar tudo, os possíveis e impossiveis. Aquela Márcia que já não tinha medos, que apenas chorava para não dar uma daquelas respostas foleiras que ninguém gosta de ouvir. Aquela que já não chorava por ninguém, muito menos por um miúdo num corpo de homem. Muito menos por um homem com atitudes de adolescente imaturo. Chegaste a conhecer a verdadeira Márcia? Aquela que canta horas a fio nas horas livres, aquela que quando stressa treina e renasce. Aquela Márcia que tem sempre a certeza de tudo, que é louca e ao mesmo tempo tem os pés no chão. Aquela Márcia que sabe bem o que quer fazer com a sua vida, que luta pelo que quer e quando desiste é porque já não há nada que a mova a lutar mais. Conheceste a verdadeira Márcia? Ou conheceste a outra versão dela que ajudaste a criar? Aquela que chorava, que mostrava medo e insegurança e perdia o controlo do que queria e da própria vida? Pois bem, desculpa desiludir-te mais uma vez, eu não sou a mulher que esperavas, nem quero ser essa mulher que me foste tornando aos poucos. Mais uma vez, obrigada por não seres o homem da minha vida. Do fundo do meu coração, obrigada por me mostrares que não mereces ter contigo o meu verdadeiro eu. Obrigada por me mostrares a tempo de eu em tão pouco tempo conseguir dar a volta a esta minha vida. No fundo estava a perder o controlo do que se passava. Felizmente a tua atitude foi mais de homem do que pensei... Devolveste-me a minha vida e o meu verdadeiro eu!

Autoria e outros dados (tags, etc)

O que aconteceu?

por *Márcia S.*, em 18.08.17

Chegamos a um ponto em que já nem sei se a culpa será minha, tua, de ambos, do tempo ou de quem nos rodeia. Mas, de que vale encontrar culpados, atribuir culpa a algo ou alguém quando o destino já estava feito faz algum tempo? Por quanto tempo nos iriamos enganar? Por mais quanto tempo iamos continuar a fingir? Não importa de quem é a culpa, apenas importa não perder tempo, ele não vai parar para nos deixar recuperar. Vai continuar a passar como em todos os outros dias, como se tudo (ou nada) tivesse acontecido. E mais uns minutos se passaram... Será que aproveitam cada segundo bem aproveitado?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sexta foi dia de cinema...

por *Márcia S.*, em 14.08.17

Andava a precisar de sair um pouco e, aproveitando a folga, fui ao cinema esta sexta-feira no começo da noite. O filme escolhido foi Annabelle 2: A criação do mal. Foi o primeiro filme deste tipo que fui ver ao cinema. Se gostei? Foi "normal". Não esperava muito mais além do que foi mostrado no filme. Não detestei, mas também não adorei. Talvez estivesse a esperar um pouco mais de "sustos", que foram nulos. Mas já não se fazem filmes destes como antigamente!

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens