Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Certo ou errado

por *Márcia S.*, em 18.09.16

Será que existe mesmo uma forma certa de se viver, ser feliz, conviver, entre tantas outras coisas? Começa a tornar-se um hábito perguntarem-me se tenho alguém, se sou feliz "sozinha", se não procuro ninguém, quando vou arranjar alguém. Como se fosse uma obrigação eu ter alguém ao lado "para toda a vida", como se fosse obrigatório ter um estado de comprometida para mostrar que sou feliz. Por vezes sinto que sou quase um caso de estudo de quem pensa que o mais acertado será o ter alguém a nosso lado e, quem sabe, o "viveram felizes para sempre".

Mas, será que para sermos felizes, o mais certo será mesmo termos de partilhar a nossa vida com alguém?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Momentos irónicos

por *Márcia S.*, em 18.09.16

Quem me conhece bem sabe que consigo ser das pessoas mais prestáveis e ir acumulando tudo o que me rodeia. No entanto chega a um ponto que temos/tenho de agir conforme as pessoas que me rodeiam assim merecem. Aos poucos fui aprendendo a usar de forma "saudável" a ironia. Há pessoas que usam a ironia desde que as conheço e vi-me "obrigada" a agir da mesma forma para com elas. De certa forma acho piada a ver essas mesmas pessoas ficarem caladas quando levam uma resposta "na mesma moeda" com que me falaram. E vai sendo assim que vou seguindo o conselho que me foi dado e, de certa forma, vou seguindo sempre que possível "não sejas tão anjo, impõe-te".

Autoria e outros dados (tags, etc)

Conselhos

por *Márcia S.*, em 11.09.16

Habituei-me de tal forma a ser eu a aconselhar que é estranho quando vem alguém aconselhar-me a mim. Apesar de não ter de seguir todos eles é sempre bom ouvir aquela palavra de conforto, e de quem nos entende, naqueles momentos mais complicados. Naqueles momentos que nos estamos a deixar dominar pelo stress e pressão, que nos estamos a deixar ir ao fundo, e existe um alguém que nos vem "cair ao lado" e reconforta de alguma forma. O curioso é nem sempre se tratarem de amigos. Pessoas banais que, por qualquer motivo, deram uma palavra. Nem sabem o quanto sabe bem ouvir o que dizem e pensar "não estou sozinha nisto".

Autoria e outros dados (tags, etc)

Aprender com os próprios erros

por *Márcia S.*, em 10.09.16

Houve momentos que julguei ter aprendido com os meus erros. "Errar faz parte", "ainda vais errar muitas vezes", "não te culpes pelos teus erros", foram algumas das diversas frases que ouvi ao longo dos anos. A certo momento acreditei que ao errar e perceber tais erros não iria repetir de novo tal "proeza". Errado, mas tão errado que esse pensamento estava. Nem sempre se consegue controlar tudo e o cometer o mesmo erro diversas vezes acabou por se tornar quase rotina. Cometer o mesmo erro 3, 4, 5 vezes e chegar a pensar "será esta a última vez que deixas de ser parva?". Talvez tenha de os cometer outras tantas para perceber que errar faz parte, e permitir-me errar também deveria fazer.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quando descobri que...

por *Márcia S.*, em 10.09.16

..."de um momento para o outro", com a mudança de rotinas, emagreci quase 7kg num mês. Sem fazer grande esforço, sem a grande preocupação que havia antes. Simplesmente uma mudança de rotina. Por um lado a felicidade por outro a ansiedade de conseguir manter.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens