Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Prioridades

por *Márcia S.*, em 17.04.16

Ainda me lembro quando tinha como prioridade agradar a pessoas de quem gostava. Como eram chatas as coisas nessa altura, não era de todo o meu sonho agradar a todos de quem gostava. Tornava-se chato porque todos gostavam de pontos diferentes e era um tanto impossível ser um pouco de tudo. Os anos passaram e as prioridades também. Agradar-me a mim mesma foi a principal delas todas. Não me derrubar a mim mesma em função de ninguém era outra. De certa forma resultou, funcionou quase que perfeitamente com o que eu esperava. Não gosto de me sentir presa a nada, nem ninguém, gosto de conseguir fazer quase tudo como quero sem ter de me preocupar se alguém vai reprovar o que acabei de fazer. Não gosto de ter o peso na consciência de ter feito "algo errado" e, consequentemente, perder o meu norte. Dou prioridade a mim mesma, aos meus gostos, ao que realmente quero para mim. Pode correr menos bem, mas quando corre muito bem é das melhores sensações que podia ter.

Não quero ser prisioneira dos gostos e vontades de ninguém. Quero ser livre, voar para onde quiser e voltar quando me apetecer. Sem explicações, sem decisões complicadas, sem justificações.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Como um puzzle

por *Márcia S.*, em 17.04.16

Ficção

Senti-me como um puzzle, quase montado mas que lhe faltava algo. Faltava-lhe algo, que fazia diferença mas não ao ponto de não ser feliz sem essa peça... talvez pequena mas essencial para que ficasse completo. Não sei se seria a peça que faltava para que ficasse com o tal brilho nos olhos que a certo momento me disseram que perdi. Ou a tal peça para que me voltasse a apaixonar, como me disseram que aconteceria mais tarde ou mais cedo. Não sei se seria a peça que faltava para me fazer acreditar que tudo podia ser diferente da última vez. Talvez fosse a que me faltava para voltar a acreditar. Voltar a acreditar que nem sempre o sentido que poderá ser o certo tem de ter lógica, e poderá ser o que nos dá mais trabalho a percorrer.

É incrível como, a certa altura, tudo pode mudar e encontramos algo que julgávamos não precisar mas afinal faz-nos alguma falta, seja lá de que forma for. Mesmo negando, sabemos bem lá no fundo do que precisamos e muitas vezes negamos o que sabemos querer. Jamais estaremos completos enquanto soubermos o que nos falta e ignorarmos o que nos completa. Talvez hoje seja o dia, o tal dia que me falaram. O dia em que me iria aperceber que, afinal, voltar a gostar não seria tão mau.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ler um ou mais livros em simultâneo

por *Márcia S.*, em 17.04.16

Há quem prefere ler um livro de cada vez, como quem consegue e prefere ler vários livros ao mesmo tempo. Cada um faz de acordo com o que acha melhor e consegue fazer. Pessoalmente prefiro ler um livro de cada vez. Nunca experimentei ler vários livros ao mesmo tempo mas penso que ia chegar ao momento em que iria baralhar as histórias e personagens. Gosto de dar 100% da minha atenção a um livro e não ficar a olhar para vários "ao mesmo tempo". Confesso que me faria alguma confusão ler, por exemplo, dois livros em simultâneo.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens