Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Os resultados nem sempre são o que esperamos

por *Márcia S.*, em 13.04.16

Desde que comecei a fazer os possíveis para emagrecer, aprendi algo extremamente importante (a meu ver) que todo o ser humano deveria aprender: ser paciente! E ser paciente porquê? Porque os resultados não aparecem do dia para a noite, não existe nenhuma fórmula mágica que nos vai fazer emagrecer X peso em X tempo, só porque nós queremos. O resultado do peso perdido é uma junção de variados factores como por exemplo a dedicação, esforço, motivação, entre outros. Nem todos conseguimos os mesmos resultados no mesmo período de tempo. Nem tudo funciona bem, ou de igual forma, com toda a gente. Só porque o vizinho do lado conseguiu atingir o que pretendia num determinado tempo, não significa que nós também sejamos capazes de o fazer, nos mesmo moldes que o nosso vizinho.

Nem sempre os resultados que tanto ansiamos aparecem da forma, e no tempo, que nós desejamos. Também tudo, ou quase tudo, vai depender do nosso empenho para com o nosso objectivo. Também existe uma considerável percentagem que devemos ter em conta: como o nosso corpo vai reagir ao que temos proposto para "lhe fazer". Acho sempre importante não criarmos metas demasiado "estranhas", de forma a não nos desiludirmos mais tarde. Da mesma forma, acho importante não desanimar e continuar a lutar, mesmo que o resultado não tenha sido o esperado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Um animal de estimação

por *Márcia S.*, em 13.04.16

Há anos atrás não dava tanto valor, como agora, a ter um animal de estimação dentro de casa. Para mim era indiferente. Um certo dia, a minha irmã, bem mais nova que eu, quis um cãozinho. Nunca imaginei que os meus pais aceitassem, a minha mãe não queria animais em casa, chegando a dizer que não entravam animais nenhuns cá dentro. Estranhei quando ela disse que aceitava que tivéssemos um cãozinho cá em casa mas que todos tinham de cuidar dele e não deixar todo o trabalho para ela. Um dia, estávamos a pesquisar na internet e a minha irmã apaixonou-se por uns cãezinhos bebés, rafeiros, que estavam à espera de famílias que os quisessem (Ela preferia um de raça, eu já tinha uma opinião diferente... se era para ter um cão que fosse para ajudar algum que precisasse ou que estivesse num lar temporário, felizmente ela apaixonou-se por aqueles!). Acabamos por ir buscar um deles, ao qual demos o nome de Buddy. Fez em Março 4 anos que ele nasceu e está quase a fazer 4 anos que o temos connosco. Foi sem sombra para dúvidas a melhor decisão tomada, adoptar o nosso pequenino. É uma companhia, um companheiro e amigo que está sempre aqui pronto para se deitar do nosso lado sem pedir nada em troca. Neste momento, já não me imaginava sem o meu pequenino por cá.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens