Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Hoje é o dia...

por *Márcia S.*, em 20.03.16

 

(imagem retirada daqui)

... Internacional da Felicidade e começou a celebrar-se este dia em 2013. Ser feliz, e querer ser feliz, deveria ser dos principais objectivos da sociedade em geral. Geralmente depositamos a felicidade em algo que vai acontecer no futuro, seja ele próximo ou não, mas acabamos por pensar "depois de fazer isto / quando aquilo acontecer vou ser feliz". Dessa forma acabamos por perder bons momentos, muitos deles que nos trazem felicidade, no nosso dia-a-dia para "esperar que algo no futuro nos dê felicidade". É bom ter objectivos futuros, mas a felicidade é algo que deve existir diariamente e não apenas um dia, num futuro próximo (ou não).

Autoria e outros dados (tags, etc)

A evolução da tecnologia

por *Márcia S.*, em 20.03.16

Lembro-me de, quando estudava na preparatória, não ter acesso a internet enquanto estava fora de casa. Lembro-me de "passear pela escola" durante os intervalos e comentar o episódio anterior da série juvenil que passava na televisão na altura, e o que iria acontecer no próximo. Lembro-me de esperar ansiosamente pelo último toque para ir até casa e conseguir usar, aí sim, a internet. Na altura não existiam telemóveis com "wifi", quanto muito começaram a a certa altura a existir telemóveis com câmara. Naquela altura, comunicar, sem ser cara a cara, era por mensagens escritas (as tão famosas sms).

Tudo isto porquê? Tudo isto porque vejo os miúdos de hoje, até porque tenho uma irmã 11 anos mais nova, que se precisarem de falar com os amigos fora da escola é por mensagem de facebook e chamadas... online! Vejo que os miúdos de hoje basta um clique e em qualquer lado, até mesmo na escola, conseguem ter acesso a tudo e tudo isto torna a conversa cara a cara cada vez mais escassa. Talvez sejam os pontos mais negativos, e existem tantos outros, que levam as novas tecnologias a não serem tão favoráveis. No entanto existem muitos outros pontos bastante favoráveis sobre elas.

São gerações diferentes, que nasceram praticamente a saber usar estas nova tecnologias e, até certo ponto, é bom que consigam acompanhar estas evoluções.

Sinto-me quase, quase, da idade da pedra.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens