Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A vida por vezes é um jogo

por *Márcia S.*, em 19.08.15

Por vezes encaro a vida como um jogo. Há dias que tenho uma vontade enorme de falar com alguém, desconhecido, sobre tudo. Aconteceu-me recentemente falar abertamente sobre pequenos pontos da minha vida. A certa altura achei que estava a dar informação a mais, pelas caras que ia vendo de admiração. Uma pessoa conhecida perguntou-me porque o fiz, sabendo que existe a probabilidade de alguma dessas pessoas usar esse meu ponto fraco contra mim.
Eu bem sei que as pessoas não são todas boazinhas, por isso estou sempre de pé atrás com toda a gente que vou conhecendo. Mas acabei por  estando consciente de que aquele assunto já não mexe comigo, não da forma que que mexeu quando aconteceu. Caso alguma dessas alminhas se lembre de usar isso que soube contra mim, de forma a querer mexer comigo, irá ver que não tem sucesso. Aprendi, de uma forma cruel é certo, a ter poder de encaixe suficiente para suportar certas coisas. Por isso, "joguei" com uma parte da minha história que está resolvida para avaliar as pessoas que estavam a ouvir. Fiquei surpreendida, pela positiva. Gosto de avaliar as pessoas, pelo que eu conheço delas e pelo conhecimento que tenho, e o meu jogo serviu para eu comprovar se avalio ou não correctamente. O meu jogo não prejudicou ninguém, mexi com os sentimentos de alguns, deixei outros sem fala, fiz soltar comentários de alguns que até então nunca me tinham dito "olá". Se foi por pena? Não creio (mas isso é assunto para depois). Não revelei tudo sobre essa história, até porque não havia tempo para isso, revelei o geral e serviu para tirar as minhas conclusões. Para os curiosos ;) a minha avaliação estava certa. A maioria estava interessada em saber mais, mas foram poucos os que se atreveram a colocar questões (e eu estava preparada para elas e muitas mais) talvez com receio que eu não quisesse responder.
fazê-lo Sorte a minha, ninguém percebeu a minha jogada com toda a certeza.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O que mudava

por *Márcia S.*, em 19.08.15

Noutro dia perguntaram-me o que eu mudava na minha vida, depois de saberem pequenas coisas (que acharam muito) sobre o meu passado. Eu respondi que não mudava nada e fiz uma pausa. Vi que a pessoa ficou meio atarantada e continuei "não mudava nada porque eu estou feliz". Devolveu-me um sorriso rasgado que soube bem, por ser bonito. Uma pessoa pode ser feliz mesmo tendo fraquezas e chorando. Faz parte.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Desligar do mundo

por *Márcia S.*, em 19.08.15

Tenho necessidade de me desligar do mundo todo e esperar que o amanhã seja um dia melhor. Hoje não consigo ser racional, e acabo a ser a patética chorona que suporta tudo sem reclamar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

É nas costas dos outros...

por *Márcia S.*, em 19.08.15

Sempre me disseram que é nas costas dos outros que vemos o que podem dizer de nós. Sempre tive isso em conta e já me surpreendo muitas vezes, pela negativa. Quando estou a conhecer alguém não gosto de tirar conclusões precipitadas, apesar de a primeira impressão contar muito (principalmente para mim que raramente me engano). Mas, é inevitável, quando vejo que a pessoa vem ter comigo para desdenhar de alguém e, por algum motivo, também me sinto atingida (porque sou como a pessoa que está a ficar com os ouvidos quentes), fico de pé atrás com quem está a falar comigo. Quer queira ou não a confiança que deveria estar a ser criada, fica reduzida a números negativos. Não sou ninguém para criticar os outros, mas quando me sinto atingida não consigo agir naturalmente com essas pessoas (que vivem bem a falar de todos nas suas costas).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Coisas da vida

por *Márcia S.*, em 19.08.15

Depois de uma noite mal dormida, só podia piorar quando: estava a dormir mesmo bem e a campainha toca!

Felizmente está sol, o que me deixa um bocadinho satisfeita.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens